fbpx

Parceria Infinita: Uma Relação em que Todas as Empresas Ganham!

Parceria

 

Parceria entre organizações é uma das grandes bases do empreendedorismo moderno. É, também, o tema sobre o qual nos debruçamos neste artigo.

Relações de parceria não são mais do que cooperação e interajuda entre diferentes entidades, com o objetivo claro de obter benefícios para todas as partes. Se as empresas abrangidas envolverem todos os seus recursos e respetivo know-how, é muito provável que a relação seja infinita. Isto porque, ao longo do tempo, os ganhos traduzem-se num elevado grau de sucesso.

Às vezes, a parceria obriga as partes a repensarem os seus processos e metodologias. Assim, permite maior otimização e rentabilidade, o que se revela extremamente vantajoso. Note-se que uma relação de parceria infinita só é possível se todos os envolvidos conseguirem juntar sinergias e ser competitivas.

A competitividade passa pela redução do esforço de investimento, bem como pela possibilidade de alargar a visibilidade em novos mercados. Passa também pela redução da duração dos ciclos de criação dos produtos, pelo incremento da notoriedade em mercados já existentes e implementados e pela capacidade de melhorar os processos, potenciando tecnologias existentes.

Se a sua empresa precisa de se reestruturar internamente, tenha em conta que, em regra, o processo é demasiado moroso e pouco compensador em termos financeiros. Portanto, estabelecer uma relação de parceria estratégica com outra entidade que já tem o processo implementado e consolidado pode, efetivamente, ser a melhor solução. De uma forma geral, as empresas deverão ser mais competitivas a nível dos custos das suas operações.

 

Como criar uma relação de parceria infinita?

 

Um dos aspetos muitas vezes equacionado e que leva a alianças estratégicas está ligado à vontade de a empresa ter uma presença direta e contínua em novos mercados. Quando estabelecidas através de parcerias internacionais, estas permitem melhor identificação dos potenciais clientes e maior rapidez na resposta aos mesmos. Possibilitam, ademais, melhorias no controlo dos prazos de entrega das encomendas e na assistência aos clientes efetivos. Estes são argumentos suficientes para ter sucesso no mercado.

Relações de parceria também são potenciadas quando uma empresa necessita de desenvolver novas competências mas não tem recursos internos suficientes. Permite igualmente a minimização de riscos. Um bom exemplo é estabelecer uma relação com um parceiro que tenha um melhor conhecimento da cultura, hábitos e práticas de negócio locais.

Dessa forma, a empresa obtém também vantagens de proximidade ao consumidor final e assimilação das competências dos parceiros. Aproveita as redes de distribuição existentes com provas já dadas, potencia a sua presença no mercado internacional e reduz as barreiras dimensionais no processo de internacionalização.

Para que uma relação de parceria se torne infinita, existe um conjunto de premissas que deverão ser respeitadas:

  1. Discutir, definir com precisão e decidir conjuntamente sobre os papéis e funções de cada parceiro;
  2. Refletir regularmente sobre papéis e funções;
  3. Esclarecer as obrigações, responsabilidades e restrições de cada parceria;
  4. Equilibrar interesses e contribuições com precaução;
  5. Aproveitar da melhor forma os pontos fortes dos parceiros;
  6. Estabelecer uma forte estrutura de gestão;
  7. Garantir financiamento para a coordenação de parcerias.
 

Uma relação de parceria infinita assenta em 3 fatores essenciais

 

1. Comunicação

 

Para que a relação de parceria seja infinita, é estritamente necessário que as partes envolvidas se tornem comunicadores especializados. Só assim as operações relacionadas com os negócios poderão correr pelo melhor. Isto requer e garante um equilíbrio de influência, respeito mútuo e cuidado na organização.É fundamental uma boa comunicação, a realização de reuniões, bem como a tomada de decisões e interações entre parceiros. É igualmente importante que estes desempenhem um papel de comunicação bidirecional, atuando como pontos de ligação entre as organizações que representam e a parceria em si.

 

2. Prazos/Objetivos realistas

 

Para que uma relação de parceria se torne infinita, é importante que não se criem expectativas irrazoáveis ​​e inacessíveis. Se assim for, todos os envolvidos se sentirão desmotivados e sobrecarregados. Pelo contrário, é importante definir metas a atingir (uma fácil, uma ambiciosa e outra aparentemente impossível). O mesmo se aplica aos prazos. Dessa forma, todos têm as mesmas expectativas e há um elemento de competição saudável.

 

3. Reconhecimento

 

Todas as partes devem saber reconhecer o esforço dos recursos humanos, a fim de criar uma relação de parceria infinita. Esse simples facto pode ajudar os parceiros envolvidos a aumentar a sua produtividade, melhorando a qualidade do trabalho. Permite, ademais, obter um melhor retorno nas vendas e uma maior qualidade dos produtos e serviços ao dispor da carteira de clientes.

As parcerias são geralmente estabelecidas para encontrar a melhor forma de conexão entre diferentes áreas de atividade e empresas. Assim, o trabalho em rede entre essas instituições e com seus stakeholders é provavelmente a tarefa mais importante. As maneiras “informais” de trabalho em rede devem ser complementadas por formas estruturadas de comunicação. É importante criar um fluxo de informações estável e adaptá-lo aos diferentes grupos-alvo.

Uma relação de parceria infinita tem muitas características. A diferença entre “deveria” e “não deveria” é, às vezes, difícil de julgar. De um modo geral, o que se obtém de uma parceria dependerá, em grande parte, do que se coloca nela. Como em qualquer relacionamento privado ou comercial, o que não está especificado no começo, certamente aparecerá como um problema mais cedo ou mais tarde.

A seleção cuidadosa de parceiros é essencial para que a abordagem de parceria seja um sucesso e para que as atividades inerentes à mesma sejam sustentáveis.

 
 

Subscrever o Blogue

 

captcha

A blink-iT Solutions está comprometida com o cumprimento do RGPD. Para podermos tratar os seus dados pessoais necessitamos do seu consentimento e para tal, necessita de conhecer e aceitar a nossa Política de Privacidade.

Aceito a Política de Privacidade
Dou consentimento ao tratamento de dados

Prometemos não utilizar as suas informações de contacto para enviar qualquer tipo de SPAM.

Artigo anterior e próximo

Adicionar Comentário